Está aqui

Newsletter de 21 de Abril 2019

Atentados no Sri Lanka matam mais de 400 pessoas

Este domingo ficou marcado por mais de 200 pessoas mortas, uma das quais portuguesas, e 400 feridas, na sequência de atentados no Sri Lanka. A polícia já deteve sete pessoas por suspeitas de estarem ligadas ao "incidente terrorista" que se traduziu em oito explosões em três igrejas e hotéis de luxo.

Também este fim-de-semana, o Bloco denunciou descargas poluentes na Ribeira das Lavandeiras, em Mangualde. Através de um comunicado, a Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Viseu referiu que, no dia 17 de abril de 2019, ocorreram descargas visivelmente poluentes em dois locais, ambos da responsabilidade da Câmara Municipal de Mangualde.

Entretanto, cidades europeias voltaram a ser palco de manifestações pelo clima. Em Londres, os manifestantes paralisaram as principais artérias da capital inglesa. Já em Paris, os protestos deixaram encerradas algumas das maiores empresas de França. Greta Thunberg deixou um alerta em Roma: “Temos de estar preparados para lutar muito tempo”.

Greta Thunberg e o clima são precisamente os temas do artigo de opinião de Marisa Matias publicado este fim-de-semana no Esquerda.net.

Em Portugal, a Marinha disponibilizou milhares de documentos da Guerra Colonial para consulta, tendo desclassificado documentos referentes a “operações militares nas antigas colónias, ações de combate e planeamento assim como correspondência trocada entre unidades militares, relatórios de comandantes e interação entre as ex-colónias e a metrópole da altura”.

A justiça continua a trazer para debate público assuntos de violência doméstica: agora foi uma juíza que condenou uma vítima de violência doméstica por pedir ajuda. Uma mulher vítima de violência doméstica foi condenada pelo Tribunal de Loures a 800 euros de multa ou 26 dias de prisão pelo crime de abuso e simulação de sinais de perigo por acionar a teleassistência ao sentir-se ameaçada pelo ex-marido. O Tribunal da Relação de Lisboa anulou a condenação.

Na Ucrânia, as primeiras previsões indicam que Zelenskiy ganhou as eleições presidenciais. O ator de 41 anos é protagonista de uma série que conta a história de um professor que se torna presidente depois de um vídeo em que atacava a corrupção do sistema se tornar viral. Da representação televisiva para a política, Zelenskiy conseguiu capitalizar a popularidade da sua personagem e a corrupção foi o principal foco da sua campanha.

Este fim-de-semana, o Esquerda.net entrevistou Daniel Bernardino, candidato pelo Bloco ao Parlamento Europeu. O coordenador da comissão de trabalhadores da Faurecia, no Parque Industrial Autoeuropa, defende que “a União Europeia tem de mudar o rumo em relação às condições do trabalho”.

Esta segunda-feira, se estiver em Lisboa ou perto, pode assistir à apresentação do novo livro de Fernando Rosas. “Salazar e os fascismos” é uma obra sobre as condições da emergência do fascismo enquanto regime e aborda os desafios e as ameaças que se colocam atualmente à sociedade. Será apresentada às 18h30 na FNAC Chiado.