Está aqui

Agências de "rating" disfarçaram riscos

Investigação feita por senadores dos EUA concluiu que algumas das principais agências de classificação ajudaram os bancos a disfarçar os riscos de certos investimentos.

A Moodys é uma das agências envolvidasInvestigação feita por senadores dos EUA concluiu que algumas das principais agências de classificação ajudaram os bancos a disfarçar os riscos de certos investimentos.

A Subcomissão Permanente de Investigações do Senado concluiu que as agências Moody's e Standard & Poor's sabiam que alguns investimentos eram mais arriscados do que o índice de risco dado por elas faria supor.

A Moody's e a Standard & Poor's são consultadas por investidores justamente por fornecerem informações supostamente independentes sobre papéis negociados no mercado. Ainda nesta quinta-feira, foi a Moodys que voltou a baixar a qualificação da dívida grega.

A investigação afirma que as duas agências recomendaram "altos níveis de confiança sem restrições" para alguns produtos financeiros sob influência de grandes bancos, deixando-os "vender acções de alto risco em garrafas com rótulo de baixo risco" e contribuindo para agravar a crise financeira mundial.

Os senadores investigaram até e-mails de funcionários das duas agências, em que a influência de alguns bancos sobre a classificação de riscos era discutida abertamente.

Termos relacionados Internacional