Cinco principais ligas europeias de futebol gastam 2,61 mil milhões

Em tempos de crise, a Inglaterra lidera o ranking das ligas mais gastadoras, com uma fatura de mais de mil milhões de euros. Itália surge em segundo lugar, com 576, 45 milhões de euros, seguida de Espanha, com 572,95 milhões. Alemanha e França ocupam o 4º e 5º lugar, com 411,43 e 308,5 milhões de euros, respetivamente. A transferência mais dispendiosa deste verão, e a sétima mais cara da história do futebol, foi a de Kevin de Bruyne, do Wolfsburgo, pela qual o Manchester City pagou 75 milhões de euros.
Em Portugal, a fatura ascendeu a 70,15 milhões de euros e a transferência mais cara foi a de Giannelli Imbula, que custou ao Futebol Clube do Porto (FCP) 25 milhões de euros. O FCP foi o clube que mais gastou (37 milhões de euros), mas, por outro lado, o que mais ganhou em transferências: 121,40 milhões de euros. Vendas de jogadores dos clubes portugueses ultrapassaram os 288 milhões de euros.

Teaser

Em tempos de crise, a Inglaterra lidera o ranking das ligas mais gastadoras, com uma fatura de mais de mil milhões de euros. Itália surge em segundo lugar, com 576, 45 milhões de euros, seguida de Espanha, com 572,95 milhões. Alemanha e França ocupam o 4º e 5º lugar, com 411,43 e 308,5 milhões de euros, respetivamente. Em Portugal, a fatura ascendeu a 70,15 milhões de euros.

Main Image
Thumbnail Image
Cinco principais ligas europeias de futebol gastam 2,61 mil milhões