Está aqui

Breves

Casino do Funchal - Foto wikimedia

Casino da Madeira: greve por tempo indeterminado

Trabalhadores da sala de jogos do Casino da Madeira estão em greve por tempo indeterminado, em luta por aumento de salários, que não são atualizados há três anos.

Segundo o Sindicato da Hotelaria e Similares, a adesão é de 70%.

À Lusa, a delegada sindical Lisandra Gouveia declarou: "o salário, que é 619 euros, não é atualizado há três anos e, feitos os descontos, fica abaixo do salário mínimo". Lisandra Gouveia diz que o objetivo é um aumento de 60%.

O sindicato está disponível para negociar com a administração da empresa, mas ainda não recebeu qualquer proposta.

A agência refere que a sala de jogos tradicionais do Casino da Madeira emprega 22 funcionários.