Está aqui

Biblioteca

Silencioso quando nasceu, silencioso na vida, silencioso quando morreu, mais silencioso ainda foi o seu enterro. Mas no outro mundo foi diferente. Ali a morte de Bontsha foi uma sensação. O som da trombeta messiânica ecoou pelos sete céus, anunciando: Bontsha, o Silencioso, morreu!

...Em consequência dos factos anunciados acima, o signatário pede humildemente autorização ao chefe de Estado para passar unicamente sobre o passeio do lado direito da Grand-Rue.

"Quando pela primeira vez o fantasma ficou na luz de perigo", prosseguiu, pondo o cabelo preto atrás da cabeça, e movendo as mãos de um lado a outro das têmporas, febrilmente tenso, "por que não me contou onde aconteceria o acidente, se fosse mesmo acontecer? Talvez isso pudesse ter evitado a catástrofe"

– Quer dizer que eu roubei as nozes que nem eram minhas? Então não é meu o que cai na minha propriedade, em cima das minhas batatas? Quer dizer que eu sou um ladrão?

– Se queria fazer um brinde, porque não brindou à liberdade constitucional, aos exércitos do Danúbio ou à liberdade de imprensa, ou algum brinde semelhante?

– Mas, meu senhor. Num mês aqui eu não poderia ter aprendido isso tudo.

– Mestre Janos, prenda este homem!

Considerou Beauregard que, se a afeição dela só dependia de tal condição, não convinha desobedecer-lhe. Por isso limitou-se a dizer:

– Como últimas palavras que hei de vos dirigir, declaro que nunca mais falarei sem que mo ordeneis.

– Ó, fiéis! Vós sabeis sobre o que é que eu vos vou falar?

– Não, não sabemos – responderam eles, em coro.

– Já que não o sabem, não poderei dizer-vos nada. Gente ignorante, é isso que todos são.

Que linda moça! Que brilho nos seus olhos! Mas Muirland estava impressionado com o estranho clarão que emanava desses mesmos olhares. Aproximou-se. Coisa estranha! A sua mulher, pelo menos foi o que pensou, não tinha pálpebras.

Todos aqueles príncipes do Inferno estavam de acordo em que era necessário descobrir a verdade. Decidiram mandar um deles ao mundo, para ali pessoalmente a conhecerem, sob a forma humana.

"Amigo", disse ele obstinadamente, "estou decidido. Não dou um passo adiante nessa perversão."

Páginas

Eco e Pasolini, e não os podemos ignorar, viviam uma memória que nos alerta ainda hoje para as tragédias passadas, que todas começaram por ser implausíveis.

Se a direita dita tradicional não quer olhar para Itália (ou França), ponha os olhos no Brasil. Não sobrou nem um Montenegro para amostra.

Este número impressionante de 57% de falhas dá uma ideia do sofrimento por que estão a passar as populações da Península de Setúbal.

Os animais continuam a servir de tentativa de manipulação para obtenção de votos das pessoas que se interessam por estes. A região autónoma dos Açores é a região do país que menos esteriliza os animais. Assim se percebe que o investimento feito, até então, não foi o mais certeiro.

As pensões às cambalhotas com os truques do governo, com a inépcia de uns e a apatia de outros. O que esperam os reformados do governo, e o que a sociedade quer dos reformados.

No próximo domingo, 7 de agosto de 2022, tomam posse Gustavo Petro e Francia Márquez, presidente e vice-presidente da Colômbia. A sua vitória constitui uma importante mudança no país de Gabriel Garcia Márquez. Dossier organizado por Carlos Santos.

"o diálogo com o ELN é certamente o que ordena o panorama" - Foto Brasil de Fato

Uma das prioridades do novo governo da Colômbia é resolver o conflito armado que ainda perdura. Consegui-lo não será uma tarefa fácil. Mas existe uma fórmula simples capaz de dar uma volta à história: mudanças sociais e garantias de vida. Por Pablo Solana

Comissão da Verdade, ver composição em https://web.comisiondelaverdad.co/la-comision/los-y-las-comisionadas – Foto de La Silla Vacia

A Comissão da Verdade mais do que desenterrar algo que o país não conhecia procurou fornecer um relato completo e complexo do que aconteceu no conflito armado. Chegou a conclusões que confirmam teses incómodas para o país. Por Santiago Rodríguez Álvarez

Gustavo Petro e Francia Márquez, presidente e vice-presidente eleitos da Colômbia com apoiantes, Colômbia, 19 de Carlos Ortega/Epa/Lusa

A vitória eleitoral da fórmula presidencial Petro-Márquez nas recentes eleições presidenciais colombianas é um marco histórico, inimaginável até há pouco... mas a batalha ainda não está ganha. Artigo de Roberto Montoya

Formado em Economia, Gustavo Petro afirmou como prioridade “democratizar a economia” do país e combater a desigualdade. Neste artigo, olhamos para alguns dos principais pontos do seu programa.