Está aqui

“Quem quebrou o cachimbo” é o e-book da semana

Ninguém levaria o velho capitão a deixar de fumar. Ninguém? Um conto de Emilio de Marchi (1851-1901)

Emilio de Marchi (1851-1901) nasceu em Milão, tendo falecido na mesma cidade. Embora aproveitando um ou outro pormenor de técnica ou de cor do realismo francês, este escritor continua a tradição manzoniana; aplica também às camadas populares as finalidades ético-sociais da literatura e anima o resultado com aquele humorismo lombardo que é o sinal da bonacheirona superioridade com que um espírito elevado julga as pequenas e as grandes coisas do mundo. A arte de De Marchi manifesta-se principalmente em “Demetrio Pianelli”, que é a sua obra-prima e um dos melhores romances italianos, em “Arabella”, em “Giácomo l'Idealista”, em que o humorismo abranda o drama íntimo, e em “Col Fuoco non si Scherza”. Dos outros seus escritos, é digno de registo “L'Etá Preziosa”, livro de higiene e de psicologia moral. A De Marchi cabe também o mérito de ter criado o tipo de romance italiano em folhetins, entre estes: “Il Cappello deI Frete”.

AnexoTamanho
PDF icon Quem quebrou o cachimbo88.44 KB

Sobre o/a autor(a)