Está aqui

Ricardo Coelho

Ricardo Coelho, economista, especializado em Economia Ecológica

Artigos do Autor(a)

26 de Julho, 2010 - 23:00h

A incúria dos sucessivos governos tem levado a que este riquíssimo património se esvaia a um ritmo alucinante.

17 de Julho, 2010 - 09:57h

Quero hoje, num registo mais pessoal que o costume, deixar uma resposta a esta pergunta.

30 de Junho, 2010 - 00:20h

Entre outros crimes ambientais, o PNB prevê a destruição do Sabor, o último rio selvagem da Península Ibérica e o fim da linha férrea do Tua. No fim, ficaremos mais pobres, pois teremos dado mais uma machadada no nosso património comum.

20 de Junho, 2010 - 00:00h

A extracção de petróleo é um negócio sujo, cuja realidade optamos por ignorar na hora de abastecer o automóvel porque as consequências mais drásticas ocorrem fora do Ocidente.

1 de Junho, 2010 - 14:04h

Uma ONG ambientalista que opte por cooperar com um poluidor está a entrar em confronto com as vítimas da poluição, que era suposto defender.

22 de Maio, 2010 - 11:50h

Quando um problema nos é apresentado de uma forma tal que saímos sempre a perder seja qual for a nossa escolha, o melhor é mudar a forma como o problema é formulado.

5 de Maio, 2010 - 01:00h

De um lado, um enorme desastre ambiental. Do outro, activistas assassinados por paramilitares. Centremos as nossas atenções no Golfo do México.

24 de Abril, 2010 - 15:26h

No dia 22, Dia da Terra, uma multidão encheu o estádio de Cochabamba para ouvir Evo Morales, presidente da Bolívia, defender a protecção da "Pachamama" (Mãe Terra). Este foi o culminar de uma cimeira de movimentos sociais convocada pelo governo socialista boliviano, onde cerca de vinte mil activistas defenderam a superação do capitalismo para salvar o planeta.

6 de Abril, 2010 - 00:00h

Desde o 11 de Setembro que grandes mudanças têm sido operadas nos sistemas de segurança interna. A pretexto do combate ao terrorismo, em muitos países ocidentais foram aprovadas leis que retiram o direito à privacidade e ameaçam liberdades básicas, ao mesmo tempo que foram criados organismos especializados de vigilância cujo objectivo é, basicamente, a perseguição de movimentos sociais. Os movimentos ecologistas e de libertação animal têm sido especialmente visados nesta campanha persecutória, que atingiu já proporções kafkianas nos EUA e no Reino Unido.

26 de Março, 2010 - 00:00h

A perda de biodiversidade atingiu níveis tão alarmantes que podemos já falar de uma sexta extinção em massa num futuro próximo. O ritmo de extinção de espécies animais e vegetais registado no século XX excede em 1000 vezes a média dos 65 milhões de anos precedentes. Mas há uma importante diferença entre a sexta extinção em massa e as outras cinco: não é explicável por factores naturais.

Páginas