Está aqui

Mariana Mortágua

Deputada. Dirigente do Bloco de Esquerda. Economista.

Artigos do Autor(a)

20 de Fevereiro, 2018 - 00:04h

O que importa é que nada mudou em Wall Street, e que os bancos centrais criaram a sua própria armadilha ao viciarem os mercados em dinheiro barato que serviu para alimentar bolhas que podem rebentar à menor ameaça de mudança de política.

18 de Fevereiro, 2018 - 10:36h

A mudança política em 2015 abriu um parêntesis na ofensiva neoliberal em Portugal. Para que não se feche, este parêntesis implicaria opções precisas, hoje ausentes e, portanto, uma diferente relação de forças entre o PS e a esquerda.

9 de Fevereiro, 2018 - 12:07h

A eutanásia não é uma escolha sobre a morte. É sobre a liberdade de decidir como queremos viver uma morte quando esta se afigura insuportavelmente inevitável.

2 de Fevereiro, 2018 - 10:25h

Os valores do investimento público deste Executivo são humilhantes e mostram o paradigma de um Governo bloqueado pelo sucesso do seu próprio ministro das Finanças.

27 de Janeiro, 2018 - 10:57h

Desde o dia 5 de janeiro que centenas de trabalhadoras da antiga Triumph, em Sacavém, às portas de Lisboa, guardam dia e noite a fábrica a que deram vida e que agora são forçadas a abandonar.

20 de Janeiro, 2018 - 23:12h

Quem precisa de aceder à canábis para uso terapêutico, ou quem acompanha a situação, conhece a revolta de saber que há um tratamento mais indicado que, por ignorância e preconceito, não está legalmente disponível.

13 de Janeiro, 2018 - 00:20h

Nos EUA há 46 milhões de pessoas que não têm um seguro de saúde. Há poucas pessoas em Portugal que tenham a coragem de defender o modelo dos EUA.

3 de Janeiro, 2018 - 15:45h

O acordo feito em 2015 respondia e responde ao essencial: travar a austeridade e recuperar rendimentos, parar a terraplanagem de direitos sociais e a delapidação dos serviços públicos. Mas, para responder pelo país, é preciso mais.

27 de Dezembro, 2017 - 10:35h

Os CTT provaram ser uma referência inspiradora para grupos privados. Mas são também um exemplo de má prestação de serviço público e, sobretudo, de um negócio ruinoso para a própria empresa, para o Estado e para o país.

22 de Dezembro, 2017 - 22:34h

O novo regime não resolverá o problema da precariedade ou dos falsos recibos verdes (para isso foi aprovada a Lei Contra a Precariedade), mas faz justiça com todos aqueles que há anos se debatem com um sistema injusto e ineficaz.

Páginas