Está aqui

Mariana Mortágua

Deputada. Dirigente do Bloco de Esquerda. Economista.

Artigos do Autor(a)

25 de Março, 2020 - 11:41h

À medida que os dias passam, torna-se mais claro que as medidas económicas já anunciadas serão insuficientes para lidar com a destruição económica provocada pela Covid-19.

24 de Março, 2020 - 18:03h

Artigo de Mariana Mortágua.

20 de Março, 2020 - 15:51h

Nunca nenhum de nós imaginou viver uma pandemia com estas proporções. Nunca nos passou pela cabeça ficar em casa por tempo indeterminado, restringir os nossos contactos sociais ao mínimo, ou aplaudir da janela os profissionais no SNS.

11 de Março, 2020 - 14:19h

Faltam três anos e meio para o fim da legislatura. Mais do que de crises artificiais com um olho na maioria absoluta, o país precisa de compromissos claros sobre o que importa: o trabalho, a habitação, a saúde e o investimento.

4 de Março, 2020 - 23:38h

Há anos que os maiores clubes, com os seus barões e empresários, formam um dos maiores focos de corrupção e crime económico em Portugal. Está mais que na hora de esse poder sair da impunidade.

26 de Fevereiro, 2020 - 17:51h

A Assembleia da República devia garantir que não entra nem mais um cêntimo no Novo Banco, sem que seja conhecida a auditoria às suas contas e ao tratamento dos créditos provenientes do BES. O Bloco apresentará essa proposta.

19 de Fevereiro, 2020 - 15:33h

O debate sobre a despenalização da morte assistida não é sobre uma escolha do Estado, dos médicos ou da família, porque só o próprio, em plenas condições de lucidez e consciência, pode decidir interromper o seu sofrimento antecipando a morte.

16 de Fevereiro, 2020 - 17:29h

Foi nas salas dos nacionais - São João, no Porto, e Dona Maria, em Lisboa - que aprendi a ver teatro.

5 de Fevereiro, 2020 - 08:59h

Os salários em Portugal ainda são dos mais baixos da Zona Euro, mas a eletricidade é das mais caras da Europa. De acordo com o Eurostat, uma em cada cinco pessoas vive em pobreza energética: por razões económicas, não se consegue proteger do frio e do calor extremos.

30 de Janeiro, 2020 - 15:54h

BES Angola (BESA) foi fundado em 2001. Três anos depois, o BES vendeu 19% à Geni, do general Dino, sócio de Isabel dos Santos. Em 2009, vendeu 24% à Portmill, de Manuel Vicente e dos generais Kopelipa e Dino, o triunvirato próximo de José Eduardo dos Santos.

Páginas