Está aqui

João Camargo

Investigador em Alterações Climáticas. Escreve com a grafia anterior ao acordo ortográfico de 1990

Artigos do Autor(a)

6 de Julho, 2016 - 15:39h

Se se der rédea livre ao "Dr. Strangelove" dos nossos tempos, não sobrará pedra sobre pedra.

3 de Julho, 2016 - 16:35h

A discussão acerca das alterações climáticas é, paradoxalmente, transversal e invisível. Em muitos casos está ausente: reconhece-se a importância das mesmas e elabora-se abstratamente uma teoria e uma práxis de reconhecimento sem resposta.

30 de Junho, 2016 - 13:28h

A dimensão da contestação da exploração de gás e petróleo em Portugal continua a aumentar e assim começam a surgir propostas de lei para alterar a realidade de 17 concessões entregues em terra e no mar, por todo o país.

24 de Junho, 2016 - 22:02h

A fraude do petróleo em Portugal engana um país inteiro. Contribuiria apenas para empobrecer as populações e degradar o território em nome de um bonança mirífica, impossível de acontecer, cujos efeitos destrutivos se materializariam sempre.

19 de Junho, 2016 - 22:45h

O acumular de uma retórica nacionalista e xenófoba com uma Europa deprimida e com políticas sociais e monetárias totalmente destruidoras resulta numa população preparada e disponível para enfrentar as incertezas de um Reino Unido fora da UE.

13 de Junho, 2016 - 16:26h

A atual situação da Central Nuclear de Almaraz, a 100 km da fronteira portuguesa, tem servido para colocar novamente no debate público a energia e, principalmente o nuclear.

2 de Junho, 2016 - 23:15h

Mantém-se, pelos estivadores mas não só, marcada a Manifestação contra a Precariedade, dia 16 de Junho, às 18h no Cais do Sodré. Perante uma vitória, é preciso continuar a avançar.

23 de Maio, 2016 - 15:57h

Durante mais de 40 anos a procura de petróleo rendeu zero. Hoje rende especulação, mas que não haja engano: há quem tenha disponibilidade para destruir solos e mares, mesmo com baixas possibilidades reais de comercializar petróleo.

15 de Maio, 2016 - 11:34h

Depois do golpe parlamentar, seguirá o golpe no poder. E terá uma marca: crise. Tudo pela crise e nada contra a crise. Privatizar. Terceirizar. Externalizar. Cortar, poupar, sanear, emagrecer.

5 de Maio, 2016 - 23:00h

Jorge Moreira da Silva comportou-se sempre como o ministro do Petróleo e defendeu esse ministério sem hesitar.

Páginas