Está aqui

João Camargo

Investigador em Alterações Climáticas. Escreve com a grafia anterior ao acordo ortográfico de 1990

Artigos do Autor(a)

14 de Setembro, 2016 - 19:00h

Entre 7 e 18 de Novembro vai-se realizar a COP-22 em Marrocos. Um ano depois da COP-21, com o Acordo de Paris fechado e entretanto assinado por 175 partes, ainda faltam muitas questões para que o mesmo entre em vigor, e Marrakesh é a próxima paragem para tentar operacionalizá-lo. Por João Camargo.

13 de Setembro, 2016 - 09:46h

As recentes notícias do assalto diretamente feito por patrões a estagiários revelam a extensão do à-vontade com que quem emprega e já conhece o IEFP põe e dispõe não só dos salários dos seus empregados como do dinheiro público.

4 de Setembro, 2016 - 11:47h

Da boca de João Matos Fernandes ainda não se ouviu, em público, uma posição, uma declaração acerca das concessões de gás e petróleo.

28 de Agosto, 2016 - 22:08h

O que as celuloses têm há muitos anos, por culpa da Lei do Eucalipto mas também das suas antecessoras florestais, é os pequenos proprietários na mão, definindo e controlando o que dá lucro, oferecendo o pouco escoamento de um meio rural exangue, conformando o país e o território nacional à sua necessidade.

10 de Agosto, 2016 - 23:13h

Além de haver um enorme acordo entre os muitos movimentos sociais envolvidos na luta contra a exploração de petróleo em Portugal, há uma pergunta frequente e central: Porquê Agora? Por João Camargo

30 de Julho, 2016 - 14:19h

Em Aljezur, propõe-se um crime no mar, a 46,5 km da costa. Propõe-se fazer um crime com autorização.

18 de Julho, 2016 - 22:57h

O mito de Prometeu, da procura incessante pelo conhecimento (e pela energia), desafiando os deuses para favorecer os humanos, é pai de uma crença inabalável no progresso linear e na inexistência de limites para o que a espécie humana pode fazer.

9 de Julho, 2016 - 11:12h

Durão regressa a casa e recebe o magnífico anel de Goldmanista, aprende o passoubem secreto de quem manda no mundo.

6 de Julho, 2016 - 15:39h

Se se der rédea livre ao "Dr. Strangelove" dos nossos tempos, não sobrará pedra sobre pedra.

3 de Julho, 2016 - 16:35h

A discussão acerca das alterações climáticas é, paradoxalmente, transversal e invisível. Em muitos casos está ausente: reconhece-se a importância das mesmas e elabora-se abstratamente uma teoria e uma práxis de reconhecimento sem resposta.

Páginas