Está aqui

Isabel Pires

Dirigente do Bloco de Esquerda. Licenciada em Ciências Políticas e Relações Internacionais e mestranda em Ciências Políticas

Artigos do Autor(a)

11 de Abril, 2016 - 23:00h

Numa altura em que as relações laborais se alteraram a tal ponto que em todos os setores de atividade, privado ou público, se faz uso de empresas de trabalho temporário (ETT’s) para contratação de trabalhadores permanentes, esta questão é essencial de se fazer.

23 de Março, 2016 - 20:29h

Enquanto não se acabar com o abuso que representam as ETT’s, teremos ainda um caminho longo a percorrer até que possamos dizer que somos uma sociedade avançada.

18 de Março, 2016 - 10:07h

Um dos temas de debate mais aceso nas últimas semanas é o Mecanismo de Apoio Europeu à Turquia. Não nos interessa aqui tanto os meandros técnicos deste mecanismo, mas sim o significado profundamente ideológico desta escolha.

27 de Fevereiro, 2016 - 17:42h

Os 28 Estados Membros que acordaram na cedência ao Reino Unido admitiram que a União Europeia é feita de chantagem, discriminação face a cidadãos e tratamento desigual entre países.

19 de Fevereiro, 2016 - 10:41h

Funcionando num esquema triangular, a base de lucro das ETT’s está naquilo que não pagam aos trabalhadores e trabalhadoras pelo seu trabalho. Para alguns isto pode parecer absolutamente intolerável, mas para a maioria a sua banalização é uma vantagem.

23 de Janeiro, 2016 - 19:51h

Sendo necessária uma ação mais forte para com o problema gerado pelas ETT’s, tanto no privado como no público, o caminho faz-se caminhando e não lançamos foguetes antes da festa, mas vamos criando condições para que ela possa ser possível.

25 de Dezembro, 2015 - 17:47h

As posições que a direita neste país tem sobre os problemas sistémicos da banca fazem lembrar a política da terra queimada.

27 de Novembro, 2015 - 10:52h

O ISDS é um instrumento que garante a investidores o direito de utilizar procedimentos de resolução de litígios contra um governo estrangeiro.

19 de Novembro, 2015 - 16:57h

É hora de debater a Europa, mas de forma séria, responsável, criticando quando é necessário criticar. É preciso derrubar os muros, também mentais, que têm sido construídos. Mas, não é sério promover um debate sobre a Europa, que se nega a discutir a Europa.

31 de Outubro, 2015 - 18:33h

Importa, acima de tudo, clarificar que os acordos de que tanto se fala ultimamente estão a ter por base algo da maior importância, um pilar central do funcionamento da sociedade: o emprego.

Páginas