Está aqui

André Beja

Enfermeiro, Investigador de Políticas de Saúde, Candidato do Bloco de Esquerda à Assembleia Municipal de Sintra

Artigos do Autor(a)

10 de Agosto, 2011 - 04:27h

O contexto em que se desenrolam os tumultos de Londres não os torna mais toleráveis, mas olhá-los num plano mais alargado dá-nos uma panorâmica dos danos e riscos que as políticas de austeridade representam.

8 de Março, 2011 - 14:34h

A atitude humorista e caricatural d’Os Homens da Luta irrita muita gente e até alguma esquerda.

13 de Fevereiro, 2011 - 12:47h

Vasco Pulido Valente, no seu estilo truculento de sempre, sintetiza os argumentos que, nos últimos dias, foram aduzidos contra o Bloco: piruetas, oportunismos, voltes de face e (ir)responsabilidade.

2 de Fevereiro, 2011 - 00:14h

Teresa Ter-Minassian, que chefiou a delegação do FMI que negociou o empréstimo a Portugal na crise de 1983, deixa clara a agenda desta organização.

4 de Setembro, 2010 - 21:25h

Ratzinger não deixa de surpreender quem, mesmo não acreditando, está atento ao que a Igreja vai dizendo.

26 de Agosto, 2010 - 01:39h

Basta olhar para os ganhos do sector da energia no primeiro semestre para perceber que os capitalistas não se podem queixar.

3 de Julho, 2010 - 10:59h

A Câmara de Sintra montou uma encenação destinada a dar espaço político ao Presidente da Republica. Foram utilizados recursos da autarquia para uma operação de manipulação da opinião pública e instrumentalizados os jovens de Sintra, os empreendedores e todos os outros.

3 de Julho, 2009 - 00:00h

A contestação gerada pelo anúncio da alteração do Código dos Contratos Públicos (CCP) levou o PS a emendar parcialmente a mão: o limite para adjudicações directas de obras lançadas pelo Estado e Autarquias baixou de 5 para 2 milhões de euros e foram estabelecidas regras mais estreitas para aplicação deste regime de excepção.

12 de Abril, 2008 - 00:00h

Um dos marcos da modernidade tardia no nosso país foi o aparecimento da tv-shop, que por sua vez, deu a conhecer a todo o país uma almofada de ergonomia revolucionária, garantia de noites com sono e sonhos de qualidade. Lembram-se?

11 de Dezembro, 2007 - 00:00h

A contestação à instalação de linhas de alta tensão em zona urbana volta à rua. Desta vez é Almada que vem ao Largo do Camões dizer ao Ministro da Economia e Inovação que, apesar do rótulo de interesse nacional, os objectivos da REN estão em rota de colisão com a qualidade de vida e os direitos da população.

Páginas