Está aqui

Alta Voz

A herança de Chico Mendes

Foi um precursor da convergência entre ecologia e socialismo. Defendeu a Amazónia, quem nela trabalha e quem nela vive, acabando por ser assassinado por isso. A história de Chico Mendes é-nos contada por Michael Löwy e lida por Carlos Carujo.

Amílcar Cabral propõe negociações, Salazar opta pela guerra

Há 60 anos, o líder do PAIGC propunha negociar uma via pacífica para a autodeterminação e independência da Guiné e Cabo Verde. Contrariando a tendência dos processos de descolonização do resto da Europa, o ditador português manteve a intransigência. Uma história contada por Álvaro Arranja e lida por Carlos Carujo.

Coletivizar o mal-estar

O neoliberalismo impõe uma compreensão privada do mal-estar. Como se o stress fosse apenas um afeto psicológico que não tem a raiz nas condições laborais e sociais. Joaquín Fortanet analisa como nos tentam converter em "empresários de nós próprios" e sugere vias alternativas. Um artigo lido por Carlos Carujo.

NFT: Como reduzir a Arte ao talão de compra

Os NFT estão na moda. Ricardo Lafuente explica o que são, porquê tanto hype à sua volta e debate a sua utilidade para as artes e a sociedade desta economia de casino. Um artigo lido por Carlos Carujo.

Ramada Curto, 60 anos depois

Foi advogado de causas sindicais, dirigente do antigo Partido Socialista Português e até ministro. Mais tarde, foi resistente antifascista e continuou até ao fim da vida “a ser socialista, a pensar socialista” e a defender a liberdade, de organização sindical, de imprensa e política. A história de Ramada Curto é-nos contada por Miguel Pereira e lida por Carlos Carujo.

Alguns mitos e factos sobre o colonialismo português

O colonialismo português foi brando? Portugal descobriu as ex-colónias? A abolição da escravatura foi uma benesse? Não houve resistência à ocupação colonial portuguesa? Portugal sairia vitorioso da Guerra Colonial? Mariana Carneiro responde neste artigo lido por Carlos Carujo.

Como as grandes empresas dos EUA lucraram com a "guerra ao terrorismo"

William Hartung conta como os grandes ganhadores das guerras norte-americanas têm sido empresas de armamento, logística, construção e mercenários. Para além de figuras como o ex-vice-presidente dos EUA Dick Cheney que, quando foi secretário da Defesa, contratou a Halliburton para privatizar o apoio ao exército e depois se tornou o seu administrador antes de voltar à política. Um artigo lido por Carlos Carujo.

Cem anos da greve das criadas

Jorge Costa lembra que faz um século que as empregadas domésticas de Lisboa se revoltaram contra a imposição de uma caderneta cadastral, formaram o seu primeiro sindicato e, perante a violência e os preconceitos da República burguesa e patriarcal, avançaram para o que hoje se chamaria "visibilidade", num artigo lido por Carlos Carujo.

Black Friday: porque fazemos compras compulsivamente?

O fenómeno das compras compulsivas costuma ser remetido para um diagnóstico individual. Mas não basta. Há que atuar sobre determinantes sociais, adotando hábitos de consumo socialmente responsáveis e sustentáveis e hábitos de produção que vão além da busca pela maximização dos lucros. É o que defende Pablo Ruisoto num artigo lido por Carlos Carujo.

EUA: a admirável “greve geral não declarada”

A vaga grevista que atingiu os EUA em outubro valeu até a criação de uma nova palavra, o Striketober. Ao mesmo tempo, milhares de trabalhadores despediam-se dos empregos por estarem fartos de abusos e popularizavam a hastag #QuitMyJob. Sonali Kolhatkar analisa o fenómeno num artigo lido por Carlos Carujo.

Seara Nova: Cem anos de um trajecto a prosseguir

O centenário da Seara Nova e os seus ideais e lutas pela democracia são revisitados neste artigo de Helena Neves lido por Carlos Carujo.

O momento Zemmour

De estrela mediático da extrema-direita francesa à corrida presidencial, Zemmour aproveita-se da banalização do racismo e da derrota eleitoral de Le Pen nas eleições regionais como nos explica Stathis Kouvélakis neste artigo lido por Carlos Carujo.

Uma leitura política de Walter Benjamin

O livro “The Benjamin Files”, de Frederic Jameson, é "um dos exemplos mais convincentes, abrangentes e rigorosos do que significa pensar como um marxista" defende Joe Stapleton neste artigo lido por Carlos Carujo,

Jaime Rebelo e o anarquismo ibérico

A história do anarquismo português está intimamente ligada à história do anarquismo espanhol desde as suas origens. Desde o início do movimento operário, as relações entre os anarquistas portugueses e espanhóis foram muito estreitas. 

O que é o capitalismo?

Estou empenhada em expandir a nossa compreensão do capitalismo de modo a incluir género, ecologia, raça e império. E isso requer trazer as partes que foram negligenciadas da história para o interior das nossas periodizações. Artigo de Nancy Fraser lido por Mariana Carneiro.