Está aqui

Vistos Gold: Bloco pede audição de Eduardo Cabrita por falta de auditorias

Há quase cinco anos que a Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) não conclui nenhuma auditoria à concessão de Vistos Gold entregues a estrangeiros. Bloco pediu audição do ministro da Administração Interna para averiguar.
Fotografia de Paulete Matos
Fotografia de Paulete Matos

Esta segunda-feira, o Bloco requereu no parlamento a audição de Eduardo Cabrita por não ser feita nenhuma auditoria aos Vistos Gold há quase cinco anos.

“Lamentavelmente, o facto de Portugal não levar a cabo uma auditoria aos Vistos Gold há cinco anos só dá razão àqueles que, como o Bloco de Esquerda, têm dito que estamos perante algo opaco que, como não poderia deixar de ser, tem efeitos perniciosos para as nossas instituições e para a nossa democracia", refere o requerimento dos deputados do Bloco.

De acordo com o mesmo documento, a “gravidade deste facto” faz com que imponha a audição do ministro da Administração Interna na comissão de assuntos constitucionais, direitos liberdades e garantias.

“Este grupo parlamentar tem a sua posição definida quanto aos Vistos Gold. A apresentação, recorrente, de projetos de lei e de propostas de alteração aos Orçamentos do Estado que coloquem fim a esta figura é feita com a determinação de quem sabe que não há democracia se franquearmos as portas à corrupção e ao crime económico", pode ainda ler-se no documento.

Ainda que, a nível europeu, este tema já comece “a ser quase unânime, em Portugal os Vistos Gold têm-se mantido graças a PS/PSD/CDS", afirma o Bloco, que afirma ainda que estes permitem que "se mantenha em vigor um regime que favorece a especulação imobiliária e que muda de forma estrutural as nossas cidades". “No entanto, o problema adensa-se quando, mais do que saber se este regime deve ou não estar em vigor, se percebe que o mesmo não tem qualquer tipo de controlo eficaz", acrescentam os deputados.

Termos relacionados Política
(...)