Está aqui

Últimos 12 moradores de prédio recusam entregar chaves

Em Viana do Castelo, os últimos 12 moradores do prédio Coutinho recusaram esta segunda-feira entregar a chave das habitações à VianaPolis no prazo fixado para aquela sociedade tomar posse administrativa das últimas frações do edifício.
Fotografia: wikipedia.org
Fotografia: wikipedia.org

O edifício Jardim, conhecido como prédio Coutinho, fica no centro da cidade e tem 13 andares. A sua demolição está prevista desde 2000 no âmbito do programa a Polis.

Em declarações aos jornalistas, vários moradores afirmaram que o seu representate legal tinha interposto uma ação de intimação pela defesa dos seus direitos, liberdades e garantias. De acordo com os mesmos, este procedimento não terá efeitos suspensivos.

A ação de despejo estava prevista para as nove da manhã desta segunda-feira, na sequência de uma decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga de abril, que declarou improcedente a providência cautelar movida pelos moradores em março de 2018.

No dia 30 de maio, o presidente da Câmara de Viana do Castelo afirmou que os últimos 12 moradores tinham de abandonar o edifício até 24 de junho.

O edifício de 13 andares já chegou a ser habitado por 300 pessoas. Situado em pleno centro histórico da cidade, tem demolição prevista desde 2000, ao abrigo do programa Polis. O objetivo é construir naquele espaço um novo mercado municipal.

Termos relacionados Sociedade
Comentários (1)