Está aqui

Tsipras: “É preciso pôr fim à austeridade e recuperar a democracia na Europa”

Após um encontro no Porto com Mário Soares, na qual também participaram os dirigentes bloquistas Marisa Matias e João Semedo, o líder da Syriza e candidato a presidente da Comissão Europeia, Alexis Tsipras, defendeu que a única forma de travar a crise é "dizendo ‘stop’ à austeridade" e recuperando a "democracia na Europa".

"Eu acredito que a única forma de ultrapassar a crise passa por os nossos eleitores votarem contra as forças políticas que suportam as maiorias de austeridade nos nossos países. É dizendo ´stop' à austeridade", afirmou Alexis Tsipras.

"Não só na Grécia e em Portugal, mas também na Espanha e na Itália, quando as políticas de austeridade começaram, a situação ficou deteriorada e agora estamos perante uma crise humanitária nos nossos países", referiu o candidato pelo Grupo da Esquerda Unitária à presidência da Comissão Europeia, apelando ao voto na esquerda nas próximas eleições europeias.

Tsipras lembrou que na Grécia "é possível que a esquerda, pela primeira vez na sua história, ganhe as eleições", o que poderá vir a despoletar um "efeito de dominó na Europa".

O líder da Syriza frisou que "os portugueses, tal como os gregos, sabem que a única forma de sobreviver é evitando a ´troika´", ou seja "tentando reconquistar a soberania", alertando que o “fim do drama” só acontecerá “quando pararem as medidas de austeridade".

Alexis Tsipras quer ver derrotada a "Europa das forças conservadoras, do poder, do mercado de capital, dos bancos e banqueiros" e ver recuperados "os valores da fundação europeia", destacando "a coesão social, a solidariedade e a democracia".

Termos relacionados Europeias 2014, Internacional
(...)