Está aqui

Trump dissociou-se do comunicado final da cimeira do G7

Após a publicação do comunicado final da cimeira do G7, de que Trump saiu mais cedo, o presidente dos EUA dissociou-se e insultou o primeiro-ministro do Canadá. Através do Twitter, chamou-lhe “muito desonesto e fraco” por este ter considerado insultuosas as taxas americanas.
Trump saiu mais cedo da cimeira do G7, deixou uma mensagem de satisfação para com o que lá se passara e, minutos depois, dissociou-se do comunicado final.
Trump saiu mais cedo da cimeira do G7, deixou uma mensagem de satisfação para com o que lá se passara e, minutos depois, dissociou-se do comunicado final.

“Face às falsas declarações de Justin na sua conferência de imprensa e ao facto de o Canadá estar a impor enormes taxas sobre os nossos agricultores, trabalhadores e empresas americanas, pedi aos nossos representantes americanos que retirassem o apoio ao comunicado enquanto consideramos taxar os automóveis que estão a inundar o mercado americano”, escreveu.

Noutra mensagem, também no Twitter, criticou Trudeau por ter tido uma conduta “suave” durante o G7, mas de ter criticado as tarifas aduaneiras americanas sobre o alumínio e o aço. “Muito desonesto e fraco. As nossas tarifas são uma resposta aos seus 270% sobre os produtos lácteos”, atirou.

Minutos antes destas declarações, Trump tinha dito que tivera “excelentes encontros e relações com os outros seis líderes, especialmente porque eles sabem que não posso permitir-lhes que apliquem tarifas pesadas e grandes barreiras ao comércio americano”.

Em conferência de imprensa, Trudeau tinha dito que, durante a cimeira, tinha dito a Trump que as tarifas dos EUA eram “muito insultuosas para os canadianos que lutaram ao lado dos soldados americanos”. “Será com pesar, mas com certeza e firmeza absolutas, que aplicaremos as tarifas no dia 1 de julho em retaliação às que foram impostas injustamente pelos americanos contra nós”, concluiu.
Os líderes do G7 assinaram este sábado um texto em que defendem um comércio internacional com “regras” e se comprometem a tentar “reduzir as barreiras alfandegárias, barreiras não alfandegárias e subsídios”. Apenas as questões ambientais não contaram com a assinatura de Trump.

Termos relacionados Internacional
(...)