Está aqui

Trabalhadores das águas e resíduos da Madeira vão fazer quatro dias de greve

Os trabalhadores tinham decidido em plenário recorrer à greve. O sindicato SITE CSRA entregou o pré-aviso de uma greve destinada a assegurar a contagem da antiguidade para os salários, a contratação de mais trabalhadores, melhores condições de segurança no trabalho entre outras reivindicações.
Trabalhadores da ARM.
Trabalhadores da ARM. Fonte Fiequimetal.

A greve de quatro dias dos trabalhadores da ARM, Águas e Resíduos da Madeira, vai decorrer em dois períodos diferentes. Primeiro a 27 e 28 de agosto, depois a 4 e 5 de agosto. A ARM é uma empresa pública, nomeadamente uma sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos, responsável pela exploração e gestão do sistema multimunicipal de águas e resíduos na Região Autónoma da Madeira e que assegura igualmente a concepção e a construção de equipamentos e infra-estruturas. Emprega 756 trabalhadores.

Entre as exigências dos trabalhadores desta empresa estão a contagem da antiguidade para enquadramento na tabela salarial, o correto enquadramento nas categorias profissionais, o fim das discriminações existentes na empresa, melhores condições de segurança e saúde no trabalho e a contratação de mais trabalhadores. Os trabalhadores querem ver ainda “reconhecidas todas as actividades de risco elevado e criado um subsídio de risco”.

A Comissão Sindical do SITE CSRA na ARM reuniu a 24 de julho com a secretária regional do Ambiente, Suzana Prada, mas, apesar desta, segundo os trabalhadores ter “reconhecido “que as reivindicações dos trabalhadores são mais do que justas”, estas não foram resolvidas. Por isso, em plenários nos dias 25 e 26 de julho, os trabalhadores deram um prazo de cinco dias à administração para responder às suas propostas. Findo esse prazo sem resposta positiva, avançaram mesmo para a greve.

Para além da greve, foi entregue à secretária regional do Ambiente um abaixo-assinado. Uma das suas reivindicações, o pagamento do subsídio de dupla insularidade aos trabalhadores da ilha de Porto Santo foi satisfeita pela administração da ARM e pelo governo regional.

Termos relacionados Sociedade
(...)