Está aqui

Trabalhadores da Novares conseguem redução de horário

Na fábrica da Novares de Vendas Novas houve, durante anos, um período de trabalho extraordinário aos fins de semana que não era pago. Os trabalhadores reivindicaram que a situação terminasse e viram finalmente a sua exigência ser cumprida.
Fábrica da Novares. Fonte: CGTP.
Fábrica da Novares. Fonte: CGTP.

Os trabalhadores da fábrica da multinacional Novares no Parque Industrial de Vendas Novas desde há anos que eram obrigados a fazer trabalho extraordinário não pago, nos turnos da noite de domingo e da tarde de sábado.

No passado dia nove o SITE Sul apresentou um caderno reivindicativo do qual fazia parte a exigência do fim destes 30 minutos de trabalho que não eram pagos. A administração da empresa, que nasceu em 2017 a partir da junção de dois grupos, o Macplast e o Key Plastics, aceitou a exigência que se traduz na prática, salienta o sindicato, numa redução do horário de trabalho.

Os trabalhadores da fábrica deste grupo de produção de peças de plástico para a indústria automóvel têm ainda outras reivindicações que o SITE Sul assegura serem “perfeitamente possíveis de alcançar” até porque se trata de uma empresa que dá lucros.

De entre estas outras reivindicações fazem parte medidos como o aumento dos salários em 90 euros, a criação de um salário mínimo de admissão na empresa de 850 euros, o cumprimento dos direitos de parentalidade, o pagamento do trabalho extraordinário realizado, o fim dos vínculos precários, medidas de combate às doenças profissionais e a efectivação da formação profissional

Termos relacionados Sociedade
(...)