Está aqui

Trabalhadores da Ibersol em greve a 1 de janeiro

A empresa que detém as marcas Pizza Hut, Burger King, KFC e outras decidiu unilateralmente antecipar a abertura das lojas no primeiro dia do ano para o meio dia.
Foto Irina Souiki/Flickr

A administração da Ibersol decidiu  antecipar a abertura das lojas no dia 1 de janeiro de 2019 das 18 horas para as 12 horas. E fê-lo sem consulta prévia aos trabalhadores e aos delegados sindicais, que responderam com a convocação de uma greve para esse dia.

Este é o segundo ano consecutivo em que a empresa tenta alterar o horário de abertura no primeiro dia do ano. No ano passado, contactou os representantes dos trabalhadores para este efeito, como a lei prevê, mas não teve sucesso, provocando uma greve com grande adesão.

Para a CGTP, “se os trabalhadores da cozinha e balcão fossem trabalhar às 9 ou 10 horas e os distribuidores às 12 horas, como a empresa pretende, nem podiam comemorar à vontade a passagem de ano, iam muito cansados ou então pura e simplesmente não podiam festejar o Ano Novo com a família e amigos”.

A insistência da administração, que não reúne com o sindicato desde a manifestação de 21 de setembro à porta da sede da Ibersol, “não deixa alternativa aos trabalhadores a fazerem greve, havendo já lojas que vão estar encerradas todo o dia ou parte do dia até às 18 horas”.

Os trabalhadores argumentam que a empresa não tem necessidade de alterar o horário de funcionamento dos estabelecimentos, “pois tem vindo a aumentar substancialmente as vendas e os lucros, havendo lojas da Pizza Hut que aumentaram as vendas em mais de 25%”.

Termos relacionados Sociedade
(...)