Está aqui

Trabalhadores da Ageas Seguros protestam contra despedimentos

Nesta quarta-feira, 24 de julho, trabalhadores da Ageas Seguros concentram-se junto ao edifício sede no Porto, para defenderem os postos de trabalho e protestarem contra o despedimento de 90 trabalhadores, a nível nacional.
Ageas Seguros - CGTP
Ageas Seguros - CGTP

Segundo o Sinapsa (Sindicato Nacional dos Profisionais de Seguros e Afins), o “despedimento coletivo encapotado” é inaceitável e visa prosseguir a “política de deslocalização”, que a Ageas Seguros vem aplicando para libertar-se de responsabilidades para com os trabalhadores e fomentar baixos salários e mais precariedade.

O SINAPSA salienta que não faz sentido um despedimento coletivo, quando a Ageas Seguros teve resultados líquidos (lucros) de 105,1 milhões de euros em 2018 e 99 milhões de euros em 2017.

Segundo a CGTP, a concentração decorrerá entre as 9h e as 11h à entrada do Edifício Sede da empresa na Rua Gonçalo Sampaio, no Porto e contará com a participação do secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos.

Termos relacionados Sociedade
(...)