Está aqui

Teixeira Lopes vê “arrogância e vaidade” no pedido de maioria absoluta de Rui Moreira

O candidato do Bloco à Câmara do Porto diz que o atual presidente da Câmara não quer ser escrutinado nos seus poderes e negócios, pelo que “o seu verniz mais uma vez está a quebrar” na reta final de campanha.
João Teixeira Lopes. Imagem esquerda.net

“Rui Moreira vem agora pedir de novo uma maioria absoluta. Parecia que lhe tínhamos conseguido dar um banho de humildade e que ele se tinha tornado uma pessoa mais sensata, mais atenta ao chão e àquilo que é a vida comum das pessoas, mas voltou a soberba, voltou a vaidade e voltou a arrogância”, afirmou João Teixeira Lopes esta quinta-feira durante a visita à Fábrica, um espaço ocupado por 14 estruturas artísticas da cidade.

“Por que é que quer uma nova maioria absoluta? Para quê? Para concentrar ainda mais poderes? Para não ser fiscalizado? Para fazer negócios sem que haja a necessária fiscalização e o necessário escrutínio?”, questionou o candidato do Bloco, citado pela Lusa, acrescentando que “o seu verniz mais uma vez está a quebrar”.

Teixeira Lopes afirmou estar confiante na primeira eleição de um vereador do Bloco na Câmara do Porto. “As pessoas perceberam a necessidade de ter alguém que faça diferente, porque já se percebeu que o PS, com o CDS e com Rui Moreira, não fez a diferença”, afirmou o candidato bloquista.

“Estamos aqui para, uma vez eleitos, fazermos a máxima fiscalização, darmos conta de todos os atropelos que possam existir à ética e à legalidade, fiscalizando todos os assuntos em que Rui Moreira, quer pelas empresas municipais quer pela concentração de [sete] pelouros, quer escapar”, concluiu João Teixeira Lopes.

Termos relacionados Autárquicas 2017, Política
(...)