Está aqui

Sintra quer tirar torre de comunicações do Cabo da Roca

Os deputados municipais aprovaram a iniciativa do Bloco contra a reinstalação da estrutura de 45 metros de altura que desfigura a paisagem do ponto mais ocidental do continente.
Foto de Luís Galrão/TudoSobreSintra.com

A Assembleia Municipal de Sintra está contra a reinstalação da torre de comunicações do Sistema Integrado de Vigilância, Comando e Controlo da costa portuguesa (SIVICC) junto ao farol do Cabo da Roca. Ela implicaria a reconstrução de uma estrutura de 45 metros de altura que “fere a beleza da paisagem e desfigura um dos ex-libris da costa Sintrense”, diz a concelhia bloquista de Sintra em comunicado.

A torre de comunicações, instalada naquele local na primavera de 2013 sob grande contestação, ficou destruída pela tempestade ocorrida em dezembro passado. “Cabe ao Ministério da Administração Interna estudar alternativas de localização, procurando compatibilizar os compromissos assumidos pelo governo com a salvaguarda da paisagem e do património”, refere a iniciativa aprovada pelas bancadas do Bloco, PS, CDU, MPT e PAN, com a abstenção de PSD e votos contra do CDS.

Em resposta a uma interpelação do grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda na Assembleia da República, o Ministério da Administração Interna afirma estar “a ser equacionado o eventual restabelecimento da sua operacionalidade”, alegando questões técnicas e compromissos internacionais para a eventual manutenção da localização. Mas o governo assume que a instalação do equipamento junto ao farol foi uma escolha entre alternativas, “o que demonstra que a relocalização é possível, nem que para tal se tenha de fazer novo estudo para encontrar um local onde o impacto visual seja menor”, aponta o Bloco/Sintra.

Termos relacionados Ambiente
(...)