Está aqui

Sindicato dos Jornalistas pede audiência a Centeno sobre precários da RTP

Face à ausência de esclarecimentos em relação ao atraso na conclusão do Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração Pública (PREVPAP) na RTP, o Sindicato dos Jornalistas (SJ) pediu uma audiência ao ministro das Finanças.
Lembrando que a data de conclusão do PREVPAP devia ter sido 31 de maio de 2018, o Sindicado dos Jornalistas destaca que é “incompreensível que o processo não esteja concluído mais de um ano depois”. Foto de Paulete Matos.

Em comunicado, o Sindicato dos Jornalistas (SJ) lembra que, há três semanas, exigiu esclarecimentos a Mário Centeno em relação “à homologação dos processos de cinco jornalistas que todos os dias trabalham na Rádio e Televisão de Portugal e que correspondem a necessidades permanentes”.

“O silêncio por parte do ministro das Finanças e a ausência de esclarecimentos e explicações obrigam o SJ a avançar para um pedido de audiência, para expor a situação grave destes trabalhadores e saber o porquê de a homologação dos seus processos ainda não ter acontecido, uma vez que já receberam luz verde dos Ministérios do Trabalho e da Cultura”, lê-se na missiva.


Ler também:
PREVPAP: "RTP está a excluir trabalhadores de que precisa para funcionar"
Empresas públicas como a RTP e o IEFP mantêm “cultura de precariedade”


Lembrando que a data de conclusão do PREVPAP devia ter sido 31 de maio de 2018, o SJ destaca que é “incompreensível que o processo não esteja concluído mais de um ano depois”.

 

Termos relacionados Sociedade
(...)