Sindicato acusa Grupo Luz Saúde de ameaças a trabalhadores em greve

22 de março 2023 - 22:08

O CESP informa que os trabalhadores que fizeram greve no passado sábado foram “informados e ameaçados pelas chefias” que lhes iria ser marcada uma falta injustificada. A estrutura sindical vai apresentar queixa sobre este “grave atropelo ao direito à greve”.

PARTILHAR
Hospital da Luz. Foto de Paulete Matos.
Hospital da Luz. Foto de Paulete Matos.

De acordo com o CESP, Sindicato dos Trabalhadores do Comércio Escritórios e Serviços de Portugal, o Grupo Luz Saúde ameaçou os trabalhadores que exerceram o direito à greve no passado sábado.

Diz a estrutura sindical que os trabalhadores que aderiram à greve “estão a ser informados e ameaçados pelas chefias com falta injustificada”. Sobre isto, indica ainda que tentou contactar a direção da instituição mas esta não deu resposta.

A direção sindical fala num “grave atropelo ao direito à greve” que é “um direito Constitucional” e sublinha que vai “apresentar queixa às autoridades competentes”.

Para além de qualificar como “lamentável” aquilo que considera ser um desrespeito pelos direitos dos trabalhadores, vinca ainda que “a Luta vai intensificar e os trabalhadores vão voltar à greve no dia 6 de Abril”.