Está aqui

Semáforo nutricional vai facilitar leitura de rótulos

Proposta do Bloco de Esquerda visa ajudar na compra de alimentos menos nocivos.
Foto: Daniel Lobo/Flickr

O parlamento vai discutir a proposta bloquista de inclusão de um “semáforo nutricional” nas embalagens dos alimentos. Esta proposta assenta num código de cores sobre quantidades de gordura, gordura saturada, açúcares e sal nos produtos, tendo por objetivo facilitar a leitura dos rótulos dos produtos embalados. Através de um sistema de cores com verde, vermelho e amarelo, pretende-se assinalar os produtos com menor quantidade de nutrientes nocivos para a saúde, aqueles a evitar e os que devem ser consumidos moderadamente.

O objetivo passa por fazer com que o Governo "desencadeie, junto da indústria e das cadeias de distribuição, as acções necessárias para que a declaração nutricional obrigatória nos alimentos embalados" inclua este sistema. A proposta refere ainda a disponibilização aos clientes, por parte das grandes superfícies e cadeias de distribuição, de “cartões exemplificativos do sistema de semáforo nutricional" de forma gratuita.

A informação nutricional nas embalagens dos alimentos é obrigatória em Portugal. No entanto, os produtores e distribuidores usam diferentes sistemas de rotulagem, o que dificulta a leitura e a comparação entre produtos. De acordo com os resultados do inquérito Atitudes dos Consumidores Face à Rotulagem Alimentar, feito pelo Instituto Português de Administração de Marketing (IPAM), mais de 40% dos inquiridos não compreendem a informação nutricional dos rótulos dos alimentos.

O projeto de resolução será discutido na próxima sexta-feira, em conjunto com propostas do PEV, PAN e PCP.

Termos relacionados Sociedade
(...)