Está aqui

Salário médio em Lisboa só permite comprar casa de 52 m2

Um casal que ganhe o salário médio só consegue comprar uma casa com 74 metros quadrados no Porto. Se for em Lisboa, ainda pior: 52 metros quadrados. Os dados são do ComparaJá.pt, após solicitação do JN/Dinheiro Vivo.
Fotografia de Paulete Matos
Fotografia de Paulete Matos

A ideia era perceber o máximo de crédito habitação que, nas circunstâncias mencionadas, poderia ser obtido e, com esse valor, a dimensão da casa que seria possível adquirir. Embora a disparidade entre concelhos salte à vista, é nos sítios onde se ganha menos que é possível comprar casas maiores.

“Face aos dados recolhidos, pode afirmar-se que, pelas assimetrias que se fazem sentir atualmente no país, optar por viver e trabalhar num município contíguo, fugindo dos principais centros urbanos, pode significar menos uma década de trabalho para adquirir uma habitação de maiores dimensões”, afirma José Figueiredo, CEO da ComparaJá.pt.

Para a analise, teve-se em conta um financiamento de 80% do valor de aquisição e uma TAEG de 2,9%. Os outros 20% foram considerados como a poupança prévia necessária para a entrada inicial.

Para calcular o salário médio líquido, o comparador recorreu à Pordata e à calculadora da PwC. Com os portais Casa Sapo, Idealista e Imovirtual, calculou-se a média ponderada do preço do metro quadrado para imóveis T2 e T3.

Em Lisboa, onde se verificam os preços mais elevados do país, um casal com um rendimento mensal conjunto de 2016 euros consegue comprar uma casa de 52 metros. Para isso, terá de dar uma entrada de 48 mil euros, de forma a obter o financiamento máximo de cerca de 191 mil euros a 40 anos.

No Porto, um trabalhador ganha, em média, 848 euros por mês. Com este rendimento, os casais que pretendam comprar casa podem obter um empréstimo máximo de cerca de 160 mil euros a 40 anos. Assim, adquirem um imóvel de 74 metros quadrados.

Termos relacionados Sociedade
(...)