Está aqui

RTP: sindicatos querem compromisso de aumento salarial com valores satisfatórios

Após informarem o Conselho de Administração (CA) da premência do seu caderno reivindicativo, sindicatos querem uma resposta até sexta-feira, dia 30. Caso não haja um compromisso de aumento salarial, seguirão para greve.
É a primeira vez em dez anos que são discutidos aumentos salariais na RTP.
É a primeira vez em dez anos que são discutidos aumentos salariais na RTP.

De acordo com o Sindicato de Jornalistas, o CA mostrou abertura para negociar as matérias que constam do referido documento. No entanto, “fez notar que as matérias pecuniárias ficam dependentes da aprovação do acionista” e “não avançou com valores e calendário para a concretização destas reivindicações”.

Após informarem o CA da premência negocial inerente ao caderno, os sindicatos exigiram ao CA que apresentasse uma contraproposta, por escrito, até sexta-feira, dia 30, em que deverão constar as medidas concretas, em resposta a todos os pontos apresentados no documento ratificado pelo plenário.

A Comissão de Trabalhadores da RTP defendeu ainda que, não havendo na próxima semana um compromisso de aumento salarial com valores satisfatórios, a greve será inevitável, sendo apoiada pelos dirigentes do Sindicato dos trabalhadores das Telecomunicações e Comunicação Audiovisual e do Sindicato dos Jornalistas.
No saldo global, o CA comprometeu-se a reapreciar os pareceres negativos que tinha dado para a integração de precários e a apresentar uma contraproposta ao caderno reivindicativo nesta sexta-feira, dia 30. É a primeira vez em dez anos que são discutidos aumentos salariais na RTP.

Termos relacionados Sociedade
(...)