Está aqui

Ronald Fraser (1930-2012)

Faleceu na sexta-feira passada o historiador britânico Ronald Fraser, destacado investigador sobre a história contemporânea de Espanha e pioneiro no uso de fontes orais, que incorporava de maneira magistral nos seus livros. Por Miguel Pérez.

"Queria ir além da história dos dirigentes, que é a que é feita quase sempre, porque os dirigentes têm uma representação política e sindical que depende e tende mais à justificação que ao recto objectivo. Interessava-me mais conhecer o ponto de vista da gente de baixo, a que fez realmente a história e a que mais duramente sofreu as suas consequências. São gentes que dificilmente deixarão nada escrito e por isso é importante recolher os seus testemunhos agora que ainda estão vivos”. Nascido em Hamburgo em 1930, residia desde há mais de vinte anos na cidade de Valência.

No final do franquismo, Fraser desenvolveu uma monumental investigação sobre a Guerra Civil espanhola realizando largas dezenas de entrevistas que serviram de base ao seu clássico Blood of Spain (1979), traduzido para o espanhol com o título - inspirado em versos de Luís Cernuda - Recuérdalo tú y recuérdalo a los otros, que constitui um dos quadros mais frescos sobre o tema, dando especial ênfase à sua dimensão social. Trata-se de um texto acessível em língua espanhola, reeditado recentemente e que consegue uma extraordinária combinação de amenidade e do rigor da obra de referência.

Outras obras a destacar são Escondido, em que narra a epopeia de Manuel Cortés, presidente da CM de Mijas (Málaga) durante a II República e que passou mais de duas décadas escondido na sua própria casa para escapar a um fuzilamento mais que seguro, e a monumental La maldita Guerra de Espanha (2006), um exaustivo estudo sobre a guerra da independência (peninsular) de 1808-1814.

Termos relacionados Comunidade
(...)