Está aqui

Reforço das sanções dos EUA contra o Irão entra em vigor

Esta quinta-feira, entram em vigor as proibições das medidas de exceção que permitiam a oito países importar petróleo iraniano. A imposição é dos Estados Unidos e pretende reduzir as exportações a zero, privando Teerão da sua principal fonte de receitas.
Fotografia: commons/wikimedia.org
Fotografia: commons/wikimedia.org

A medida dirige-se a oito países (China, Índia, Turquia, Japão, Coreia do Sul, Taiwan, Itália e Grécia) e implica um súbito aumento do preço do petróleo. A China é dos maiores clientes do petróleo iraniano e esta medida surge numa altura delicada para o país, que está a negociar um acordo comercial com os Estados Unidos.

Trump anunciou que não prolongaria o regime de exceção e que o seu país irá aplicar sanções a todas as empresas e a todos os países que pretendam comprar petróleo ao Irão. Na semana passada, Ali Khamenei, ayatollah, guia supremo do Irão, afirmou que o reforço das sanções irá ter uma resposta por parte do governo do Irão.

Termos relacionados Internacional
(...)