Está aqui

“Queremos contratos de trabalho para todas as ajudantes familiares deste país”

Numa sessão em Lisboa com um grupo de trabalhadoras, esta quinta-feira, Catarina Martins voltou a defender a necessidade de contratos de trabalho para “todas as ajudantes familiares, todas as amas, todas as trabalhadoras desta área deste país”.
Fotografia de Paula Nunes
Fotografia de Paula Nunes

Bárbara Katachinski, ajudante familiar, começou por referir o “trabalho desgastante” da sua profissão, afirmando que as trabalhadoras da sua profissão “ser reconhecidas” e que esse reconhecimento serve também “para que os idosos tenham o devido tratamento”.

Catarina Martins, coordenadora do Bloco, louvou a mobilização destas trabalhadoras: “se vocês não se tivessem organizado, não era possível ter dado nenhum passo”. De acordo com a mesma, “as condições a que estão sujeitas no trabalho são condições que o país não conhece”. Estas condições passam por trabalhar sem folgas em turnos de 12 horas, por “subir e descer escadas com pesos”, por enfrentar “perigos para a saúde”. “Ouvi relatos de quem foi trabalhar em casas onde havia doentes com tuberculose ou sarna e que apanhou essas doenças, porque nem havia equipamento próprio nem informação de que estavam com pessoas com doenças infecciosas”, afirmou Catarina Martins.

A coordenadora do Bloco afirmou ainda que, nas condições deste trabalho, há “um terrível desrespeito, que é alimentado pelo Estado”. Aqui vislumbra-se ainda um “sintoma de muitas discriminações: quase todas mulheres, não brancas, ou migrantes de outros países”.

“Aqui, na prestação destes cuidados, juntaram-se todas as discriminações para não olhar para a condição concreta. Abusou-se de tudo. Aproveitou-se a discriminçaão para se abusar de tudo: pele, nacionalidade e género”, disse Catarina Martins.

Considerando que, em Portugal, “se trata muito mal estas áreas em que há muita mão de obra feminina, racializada, migrante”, defendeu a “obrigação” de a Santa Casa da Misericórdia fazer contratos. “Que a vossa luta seja um exemplo para conseguirmos direitos para toda a gente que trabalha nesta área”, apelou a coordenadora do Bloco de Esquerda.

Termos relacionados Política
(...)