Está aqui

Quem procure número de telefone do SOS Racismo no Google obtém um da extrema-direita

Nas pesquisas do mais utilizado motor de buscas do mundo, o contacto telefónico da organização anti-racista está trocado pelo de um partido de extrema-direita. O SOS Racismo considera a situação “gravíssima”e “tudo fará para que a informação verdadeira seja reposta" e "os responsáveis sejam identificados e punidos”.
Manifestantes do SOS Racismo.
Manifestantes do SOS Racismo. Fonte: facebook.

Em comunicado divulgado este sábado, o SOS Racismo denuncia que quem pesquise no Google pela organização encontrará um número de telemóvel atribuído ao PNR.

A associação tomou conhecimento do facto através de uma denuncia que de uma cidadão que procurou contactar o SOS Racismo e se viu defrontada com a situação de que o número de telefone disponibilizado pelo motor de busca pertencer ao partido de extrema-direita.

Depois da denúncia, o SOS Racismo fez o teste e confirmou a situação. Apesar da informação sobre a morada da sede estar correta, o contacto telefónico pertence à organização “nacionalista” e é mesmo disponibilizado no site do partido como sendo o seu número oficial.

A organização anti-racista diz que desconhecer “há quanto tempo esta informação circula no Google, e quantas pessoas e entidades já terão contactado o PNR, pretendendo contactar o SOS Racismo”. Para além disso, “desconhece, também, que tipo de informação terá sido prestado a estas pessoas e qual o uso dado à informação recolhida”.

Daí que apele a quem tenha caído o logro para reportar a situação “para que possamos ajudar no que for necessário e recolhermos, assim, mais informação a este propósito”.

A estrutura considera a situação “gravíssima” e afirma que “tudo fará para que a informação verdadeira seja reposta no Google, e para que os responsáveis sejam identificados e punidos”.

Termos relacionados Sociedade
(...)