Está aqui

PSD “é um miúdo birrento na sala de aula”

Pedro Filipe Soares afirmou que “PSD não quer debater mas está chateado porque outros debatem”. Acusando o partido de não ter “critério político para as votações”, garantiu que “a geringonça não cai pelas brincadeiras do PSD”. “Bloco cumpriu o objetivo traçado: disse que queria mudar o orçamento do Estado e assim fez”, avançou ainda o líder parlamentar.

Durante a sua intervenção, Pedro Filipe Soares referiu que “Leitão Amaro passou quase metade do tempo a resmungar, a queixar-se, sempre chateado com a realidade, dizendo que o grande problema são as propostas de alteração entregues depois do tempo”.

“Ora, bem prega Frei Tomás, mas não sabe muito bem aquilo que andou a fazer no passado”, afirmou o dirigente bloquista, lembrando que o PSD é “recordista das propostas de alteração entradas depois do tempo ao longo dos últimos quatro anos de governação”.

Segundo o líder parlamentar do Bloco, o deputado do PSD “esqueceu-se de dizer, por exemplo, que este processo orçamental foi dos mais comprimidos da história deste Parlamento” e que tal aconteceu porque PSD, CDS e o anterior presidente da República quiseram “chutar para a frente a criação de um governo e adiar o debate orçamental que era necessário”.

“A crise política que quiseram criar ao país custou tempo e é esse tempo que nós pagamos com a proporção deste debate orçamental”, frisou Pedro Filipe Soares, acrescentando que, por isso, “o PSD está, afinal, a queixar-se de si próprio”.

Recordando que os sociais democratas não quiseram apresentar nem uma única proposta, recusando participar num debate sério sobre o orçamento do Estado, o dirigente bloquista disse que o PSD “é um miúdo birrento na sala de aula”.

“O PSD não quer debater mas está chateado porque outros debatem”, acrescentou.

Pedro Filipe Soares sublinhou ainda que o PSD não tem “critério político para as suas votações”.

“É por régua e esquadro. Se é proposta de lei, vota contra porque cheira mal, vem do governo, se vier de qualquer partido, CDS que seja, abstém-se porque pode ser assim que a geringonça caia. Senhores deputados, a geringonça não cai pelas brincadeiras do PSD. Há mais política nestas bancadas do que há na bancada do PSD”, afirmou o líder parlamentar do Bloco de Esquerda.

No entender do dirigente bloquista, “chegados ao final deste debate orçamental”, o Bloco “cumpriu o objetivo que tinha traçado”.

“Dissemos que queríamos mudar o orçamento do Estado e assim o fizemos”, referiu, sublinhando que o Bloco sabia que “este era um debate difícil, mas não faltou à chamada”, com “a sua palavra, as suas propostas e com a sua seriedade”.

Termos relacionados Orçamento do Estado 2016, Política
(...)