Está aqui

Maior acionista da EDP entra para Comité Central do Partido Comunista Chinês

Cao Guangjing, presidente da empresa China Three Gorges, que adquiriu a posição de 21,35% do Estado português na EDP, integra a lista de 171 suplentes eleitos esta quarta feira para o Comité Central do Partido Comunista Chinês (PCC).
Foto de EPA/MARIO CRUZ.

A eleição de Guangjing, bem como dos restantes 170 suplentes do novo Comité Central e dos 205 membros efetivos, teve lugar na sessão de encerramento do 18.º Congresso do PCC, na qual participaram 2270 delegados e algumas dezenas de "convidados especiais", entre os quais o ex-Presidente Jiang Zemin.

Esta quinta-feira, o novo Comité Central escolheu, por sua vez, Xi Jinping, 59 anos, para a liderança do Partido Comunista Chinês. Jiinping será confirmado como Presidente da China em março pelo Congresso do Povo. Foi dada ainda a conhecer a nova constituição do Comité Permanente do Politburo: Xi Jinping, Li Keqiang (primeiro-ministro), Zhang Dejiang, Yu Zhengsheng, Liu Yunshan, Wang Qishan e Zhang Gaoli.

Cao Guangjing "agradeceu" ao governo português pela forma como conduziu a privatização da EDP

Em dezembro de 2011, Cao Guangjing, esteve em Portugal para assinar com o governo português o contrato de compra dos 21,15% da EDP, tendo-se igualmente encontrado com os principais accionistas da EDP.

Durante a sua visita, o presidente da Three Gorges, fundada pelo governo chinês em 1993, elogiou o “bom trabalho” da equipa de António Mexia, que recebeu da eléctrica nacional 1,04 milhões em 2011.

Cao Guangjing afirmou ainda estar "agradecido" ao governo português pela forma como conduziu a privatização da EDP e sublinhou que ficou muito satisfeito com o negócio. "Dado o preço de mercado [da eléctrica] agora, acho que foi barato", frisou.

Termos relacionados Internacional
(...)