Está aqui

Portugal teve o maior aumento do custo da habitação na UE em 2018

Dados do Eurostat revelam que em 2018 preços das casas em Portugal subiram 10,3%, mais do dobro da média comunitária. Após queda de preços nos anos da troika, subida desde 2014 significa que comprar casa no país é hoje 21% mais caro que em 2010.
Foto de Paulete Matos.
Foto de Paulete Matos.

Portugal é o país da União Europeia onde o custo da habitação mais cresceu no ano passado. Segundo os últimos dados divulgados pelo Eurostat, os preços subiram 10,3% em 2018, mais do dobro da média de 4,4% na União Europeia

Após Portugal, as maiores subidas nos preços da habitação registaram-se na Irlanda (10,2%), Letónia (9,8%) e Hungria (9,7%). Do outro lado da tabela, houve quedas muito ligeiras dos preços na Suécia (-0,9%) e Itália (-0,6%).

Alargando o período de análise até ao início da década, desde 2010 a habitação tornou-se 15% mais cara na UE. Em Portugal, os preços caíram nos anos da Troika até 2013, voltando a crescer desde 2014, e cada vez mais acentuadamente, até ao aumento recorde de 10,3% agora registado. Comprar casa em Portugal custa agora 21% mais caro que no início da década.

Face ao início da década, apesar da inflação acentuada das casas nos últimos cinco anos, Portugal ainda é superado por vários países nesse fenómeno. Os campeões da subida de preços da habitação desde 2010 são a Estónia (83%), Letónia (61%), Áustria (56), Suécia (55%) e Luxemburgo (50%). Por outro lado, continua a ser mais barato hoje comprar casa em Itália (-17%), Espanha (-12%) e Chipre (-8%).

Termos relacionados Habitação, Sociedade
(...)