Está aqui

Plataforma de Apoio a Refugiados acolheu quase 700 pessoas em três anos

Nos últimos três anos, a Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR) acolheu 144 famílias de pessoas refugiadas, num total de quase 700 pessoas. Destas, cerca de 400 são crianças, que foram entretanto distribuídas por 92 instituições.
Fotografia: commons/wikimedia.org
Fotografia: commons/wikimedia.org

Três anos após ter começado o seu trabalho no acolhimento e na integração de refugiados em Portugal, a organização tem uma campanha de sensibilização e de angariação de novas instituições, uma vez que as existentes já não fazem face às ncessidades.

Citado pela agência Lusa, o presidente da PAR disse que este é o momento para se apelar para que mais instituições se juntem e reforcem a capacidade de acolhimento e ainda de fazer um balanço do trabalho feito nos últimos três anos.

“Temos um balanço muito forte, em que conseguimos acolher 144 famílias em 92 instituições”, revelou André Costa Jorge. O dirigente afirmou que há duas realidades entre as famílias que chegaram a Portugal: as que ficaram no país e as que decidiram ir para outros destinos, maioritariamente países no norte da Europa. As primeiras correspondem a pouco mais de metade das famílias acolhidades, segundo o mesmo. Em 80% destas, pelo menos um adulto está a trabalhar. Há ainda casos em que dois adultos trabalham. De acordo com André Costa, Jorge, “estamos a falar de pessoas que culturalmente fizeram um esforço mais elevado porque muitas destas famílias vinham de contextos culturais em que culturalmente era aceite que a mulher não trabalhasse”. “Temos muitos agregados em que as mulheres trabalham e isso é demonstrativo da vontade destas pessoas em integrarem-se”, terá afirmado.

O dirigente, ainda citado pela Lusa, defendeu que não deve haver uma resposta tipo e única para todas as pessoas refugiadas, devendo haver uma adaptação aos diferentes perfis. Neste sentido, adiantou que a PAR tem estado a desenvolver projetos de ensino de português “on the job”, em que as pessoas aprendem a língua em contexto de trabalho, estando o ensino articulado com a dimensão da empregabilidade.

Termos relacionados Sociedade
(...)