Está aqui

PGR abre inquérito aos insultos de negacionistas a Ferro Rodrigues

Os insultos foram proferidos, no passado sábado, por dezenas de negacionistas enquanto o Presidente da Assembleia da República almoçava com a sua esposa perto de São Bento.
Eduardo Ferro Rodrigues - Foto de Mário Cruz | Lusa

Segundo o jornal Público, o Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, afirmou esperar que a Procuradoria-Geral da República (PGR) cumpra com o seu dever e abra um inquérito às dezenas de manifestantes negacionistas que o insultaram no passado sábado, enquanto almoçava com a sua esposa, já que se trata de um crime público.

Ao Público, a PGR confirmou que o inquérito já está aberto com base numa participação feita pela PSP.

Num vídeo partilhado nas redes sociais, pode observar-se Ferro Rodrigues a almoçar com a esposa num restaurante enquanto dezenas de manifestantes negacionistas insultam o Presidente da Assembleia da República com palavras como “assassino”, “ordinário” ou “gatuno”.

Os ataques continuaram quando o casal abandonou o restaurante, acompanhados pelo corpo de segurança pessoal. Uma das manifestantes chegou a gritar também contra os proprietários do restaurante: “Nunca mais nenhum cliente deste restaurante vai ter paz”.

Termos relacionados Sociedade
Comentários (1)