Está aqui

Penhoras aumentaram durante a pandemia

As penhoras ordenadas pela Segurança Social aumentaram 15% em 2020, atingindo o segundo nível mais elevado de sempre.

Apenas em 2018 o número de penhoras ordenadas pela Segurança Social tinha sido pior. Nesse ano, as cobranças coercivas atingiram as 629.232. Em 2020, os processos de execução do fisco e da Segurança Social estiveram suspensos durante mais de três meses. Segundo o Governo, só no que diz respeito à Segurança Social, a medida abrangeu três milhões e 87 mil processos, num valor de 2.542 milhões de euros. Ainda assim, não impediu que este tenha sido o segundo ano, desde que há registos, em que esse foi mais alto.

De acordo com o Jornal de Negócios, as penhoras ordenadas pela Segurança Social aumentaram 15% em 2020, relativamente ao ano anterior. Foram no total 628.461, enquanto que em 2019 tinha sido 548.356. O reconhecimento de dívida em condições de cobrança coerciva aumentou igualmente, neste caso em 13%, chegando aos 2.542 milhões de euros.

Por outro lado, o valor recolhido pela Segurança Social na cobrança foi de 470,6 milhões, correspondendo a uma descida de 29% e o valor mais baixo numa década.

Termos relacionados Sociedade
(...)