Está aqui

O Inconformação é já este fim-de-semana

Entre 21 e 23 de fevereiro, terá lugar em Braga, na Escola Secundária D. Maria II, um fim-de-semana de debates e convívio organizado pelos Jovens do Bloco. O Inconformação é um espaço aberto e amplo de debate para partilhar experiências e pensar um mundo novo, de forma disruptiva e sem amarras do sistema capitalista.

“O lucro, o imperialismo e as desigualdades ficam para trás e erguemo-nos pelo direito a uma vida sustentável, não precária e livre de todas as opressões. Faremos a luta toda para concretizar um mundo socialista, feminista e ecologista”, escrevem os Jovens do Bloco na convocatória do evento, publicada no Facebook.

Na sexta-feira, logo após o jantar, o programa do Inconformação prevê a realização do debate “Proibir nunca foi solução”, com a presença da organização Kosmicare, que explicará como reduzir os riscos associados ao consumo de drogas.

No sábado, pelas 10h, debate-se a América Latina: um continente em convulsão, com Lucas Rohan. Ainda pela manhã, realizam-se mais dois debates: Quebrar barreiras na luta pela habitação, com Simone Tullemello, e Saúde mental, o parente pobre do SNS?, com Pedro Alves.

Os debates recomeçam após o almoço com as intervenções de Kai Ríos (BNG) e Isabel Pires, que dinamizam o debate O independentismo e o antifascismo no Estado Espanhol, e de Marcelo Rocha Sofia Oliveira, sobre Descolonizar o ecologismo.

CLICAR NA IMAGEM PARA ABRIR

Da igualdade de género à praxis feminista: como construir políticas feministas?, com Joana Grilo e Catarina Martins, e Ativismo Climático: dos problemas globais aos combates locais, com os contributos de Marco Gomes e Luís Cruz, são os dois debates seguintes, sendo que do programa de sábado ainda constam os debates Uberização: transformações no mundo do trabalho, com Sara Azul e Ricardo Moreira, e Trabalho sexual é trabalho, com Deadly Raquel e Fernando Bessa Ribeiro.

No domingo, Beatriz Dias fala sobre as formas de luta no combate ao racismo. Logo a seguir, Francisco Louçã dinamiza o debate Combate à extrema-direita: o poder das palavras e a força de um programa e Carolina Gomes e Bruno Maia lançam a questão Mais do que as marchas, que ativismo LGBTI+?

Logo após o almoço, debatem-se, em plenário, as prioridades para 2020. O encerramento, pelas 15h30, ficará a cargo da coordenadora nacional do Bloco, Catarina Martins.

Se ainda não te inscreveste, podes fazê-lo aqui.

Termos relacionados Política
(...)