Está aqui

Nova greve climática estudantil a 24 de maio

Os estudantes vão voltar a sair às ruas em defesa do ambiente. Será a segunda greve mundial convocada pelo movimento #FridaysForFuture. “Agora que já estás de pé, não te voltes a sentar”, apelam na convocatória.
Foto de Paula Nunes

Depois de uma greve que levou, apenas em Portugal, “cerca de 20 mil estudantes” a protestar “numa mensagem clara de descontentamento para com as classes políticas que varrem a crise climática para debaixo do tapete”, os estudantes prometem fazer-se ouvir de novo a nível mundial no dia 24 de maio.

Segundo o comunicado da plataforma da greve climática estudantil em Portugal, o balanço da mobilização anterior é positivo mas esclarece-se que “a mudança que reivindicamos ainda não chegou”. Por isso, é preciso continuar a lutar em defesa da “justiça climática”, dizem.

Os estudantes dão como exemplo do facto de terem de continuar a lutar “o facto da central de Sines e de Pego continuarem a funcionar a carvão, sem sinal de planos para planear a transição energética para mais cedo, e os contratos de exploração de gás natural na Batalha e em Pombal continuarem em cima da mesa”. Lembram que “não foi efectuada qualquer mudança no sentido de planear a transição energética para mais cedo.”
Junto com as várias plataformas de outros países que também saíram à rua a 15 de março, lança-se de novo um apelo à organização de manifestações separadas por cidades que depois serão divulgadas pela página da Greve Climática Estudantil. “Porque o 15 de março não foi apenas um dia. É um movimento, movimento esse que reivindica medidas sérias e urgentes, apoiadas numa geração que está farta de ver o seu futuro negligenciado por interesses económicos sobrepostos a interesses humanos e naturais, universais.”

Os estudantes consideram que se vive um “estado de emergência climática” devido “à falta de vontade política” no combate às alterações climáticas. Por tudo isto, o seu lema continua a ser #FazPeloClima a que se soma a ideia: “agora que estás de pé, não te voltes a sentar.”

Termos relacionados Ambiente
(...)