Está aqui

Neste 25 de Abril, há debate online sobre “Defender a democracia, proteger as pessoas”

Depois de cantarmos a Grândola à janela, Marisa Matias, Francisco Louçã e Marcelo Freixo, deputado federal do PSOL (Brasil) vão estar em direto, a partir das 15h30, no facebook do esquerda.net. O debate conta com interpretação em Língua Gestual Portuguesa.

Pelas 15h, as janelas de Portugal, e até mesmo da Galiza, vão estar abertas para que possamos celebrar e defender a Revolução de Abril cantando a Grândola a várias vozes. Logo após a “Grandolada”, o esquerda.net organiza, pelas 15h30, uma sessão online em torno da memória do 25 de Abril e das respostas necessárias à crise. 

A extrema-direita ganha terreno um pouco por toda a Europa, tendo, inclusive, conquistado o poder em diversos países. Do outro lado do Oceano Atlântico, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro persegue as minorias, destilando todo o seu sexismo, homofobia, racismo e autoritarismo. Por outro lado, promove um feroz ataque a trabalhadores e pensionistas, reduz significativamente a despesa pública e promove privatizações, enquanto afunda o país na precariedade e desemprego. Tal como acontece com Trump, nos Estados Unidos da América, em tempo de crise pandémica, o negacionismo de Bolsonaro é criminoso e genocida. Tanto no Brasil como nos EUA, as desigualdades crescem desmesuradamente e os dois presidentes não têm qualquer intenção de combatê-las. Trump é, aliás, o presidente multimilionário ao serviço dos multimilionários, a elite das elites. Exemplo disso é corte nos impostos das empresas, o desmantelamento das regulamentações bancárias e o ataque ao Obamacare em benefício dos seguros de saúde.

Num contexto em que se nos apresentam cada vez mais desafios, e que nos exige respostas à altura, a eurodeputada do Bloco Marisa Matias convida Francisco Louçã e Marcelo Freixo para uma conversa sobre as ameaças à democracia no país, na Europa e no mundo, sobre as alianças e os movimentos de resistência, apontando caminhos para a superação das dificuldades.
 

(...)