Está aqui

Morreu Max Stahl, o jornalista que filmou o massacre de Santa Cruz

O jornalista britânico e timorense filmou o massacre de Santa Cruz, em Díli, em novembro de 1991. Faleceu devido a doença prolongada num hospital de Brisbane, na Austrália.
Max Stahl - Foto de UC Paulo Amaral | Flickr

Christopher Wenner, mais conhecido como Max Stahl, o jornalista britânico e timorense que filmou o massacre de Santa Cruz, em Díli, faleceu vítima de doença prolongada num hospital de Brisbane, na Austrália, informou uma fonte familiar à Lusa.

Max Stahl foi condecorado com o Colar da Ordem da Liberdade, o mais alto galardão que pode ser dado a um cidadão timorense, Stahl obteve a nacionalidade timorense em 2019, concedida pelo parlamento. O jornalista deu início a sua ligação com Timor-Leste no dia 30 de agosto de 1991 quando, “disfarçado de turista”, entrou no país para filmar um documentário para uma televisão independente britânica.

A 12 de novembro de 1991 filmou o massacre no cemitério de Santa Cruz, em Díli, onde morreram mais de 300 pessoas. O tiroteio aconteceu sobre manifestantes pró-independência durante a ocupação de Timor-Leste pela Indonésia.

As imagens gravadas pelo jornalista deram voltas ao mundo e tiveram um grande impacto na opinião pública, sobretudo relativamente à situação vivida no Timor-Leste. 

Vários líderes já reagiram à morte de Max Stahl. Xanana Gusmão considerou que o trabalho de Stahl "mudou o destino da nação", segundo a RTP. 

O ex-presidente timorense afirmou que "poucas pessoas conseguiram dar um contributo tão significativo para a nação", salientando que o país "está de luto". 

Também o ex-presidente timorense José Ramos-Horta reconheceu a "grande perda" e em declarações à Lusa sublinhou que o jornalista tinha "o reconhecimento do Estado". 

O Governo de Timor também reagiu à morte de Max Stahl, ao sublinhar que "o seu profissionalismo e a sua extrema coragem deram um impulso fundamental à frente diplómatica, catapultando Timor-Leste para as primeiras páginas dos meios de comunicação mundiais, depois de vários anos em que a situação timorense permanecia adormecida para a comunidade internacional". 

Termos relacionados Internacional
(...)