Está aqui

Metade da população continua sem acesso a reumatologista no SNS

O presidente da Sociedade Portuguesa de Reumatologia fez a denúncia: apenas cinco hospitais do SNS têm o quadro completo de especialistas e há 16 hospitais que não têm serviço de reumatologia.
Foto Paulete Matos.

A deficiente cobertura da rede hospitalar é a causa que está a deixar mais de metade dos portugueses sem acesso à especialidade de reumatologia no SNS.

Em declarações à TSF, o presidente da Sociedade Portuguesa de Reumatologia, Luís Cunha Miranda, fez o diagnóstico da situação e afirmou que são apenas cinco os hospitais do SNS com o quadro completo de especialistas: Santa Maria, Centro Hospitalar Lisboa Oeste, Hospital Garcia da Orta, hospital de Ponte de Lima e S. João, no Porto. Por outro lado, há 16 hospitais que não têm sequer serviço de reumatologia.

Para Luís Cunha Miranda, a reumatologia tem sido uma especialidade "esquecida e negligenciada" nos últimos anos, apesar de milhões de pessoas sofrerem de doenças reumáticas. A instituição estima que 35% dos doentes não sabe que tem uma doença reumática, embora mais de metade da população (56%) tenha queixas reumáticas.

O custo para a economia relacionado com o absentismo e as reformas antecipadas devido a doenças reumáticas é outro argumento da Sociedade para que o Estado invista para suprir a lacuna de especialistas no SNS, calculada em cerca de 80 profissionais em falta. "O acesso a um especialista pode ajudar a melhorar a vida dos doentes e pode ajudar a mudar este panorama", defende Luís Cunha Miranda

Termos relacionados Sociedade
(...)