Está aqui

Maria do Carmo Bica homenageada a título póstumo em Vouzela

A homenagem à engenheira agrícola e ativista do Bloco, Maria do Carmo Bica, falecida em agosto do ano passado aconteceu esta sexta-feira durante as cerimónias do feriado municipal em Vouzela.
Foto do Facebook de Maria do Carmo Bica

Integrada nas comemorações do Feriado Municipal de Vouzela, dia 14 de maio, e dia de S. Frei Gil, decorreu uma sessão solene de homenagem da Câmara Municipal a personalidades e instituições do município. A engenheira agrícola e ativista do Bloco, Maria do Carmo Bica, foi uma das homenageadas, a título póstumo.

Maria do Carmo Bica nasceu em Paços de Vilharigues, no concelho de Vouzela, onde fez os seus estudos antes de seguir para a Escola Superior Agrária de Coimbra, completando os estudos superiores com uma pós-graduação na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.

Começando por dar aulas em 1986, no início da década de 1990 começou a sua carreira como técnica superior no Ministério da Agricultura. No ano passado desenvolvia a sua atividade na Rede Rural Nacional, uma plataforma da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural para promover a participação e o trabalho conjunto entre os agentes de desenvolvimento rural em Portugal.

Foi dirigente, durante 18 anos, da Associação de Desenvolvimento Rural de Lafões e foi presidente da Cooperativa 3 Serras de Lafões, em Vouzela. Foi também dirigente da Confederação Nacional de Agricultura enquanto representante da Associação Regional de Agricultores de Viseu, a qual fundou e foi primeira presidente. Foi ainda dirigente da ANIMAR – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local. A par desta atividade associativa, Carmo Bica dirigia no ano passado o jornal Gazeta da Beira, dedicado à região de Lafões.

A atividade política de Carmo Bica passou pela militância comunista nos anos 1980 e 1990, passando pela UEC e pela direção da JCP. Foi deputada municipal em Vouzela entre 1989 e 1993 e candidata às legislativas de 1991 e 1995, protagonizando depois a candidatura do PCP à autarquia de Vouzela em 1997.

Mais tarde juntou-se ao Bloco de Esquerda tendo sido candidata por este partido à autarquia de São Pedro do Sul. Carmo Bica integrou depois vários órgãos concelhios e distritais do partido, em Viseu e Lisboa, onde foi eleita autarca na freguesia de Campolide no atual mandato. Fez também parte da Mesa Nacional do Bloco de Esquerda a partir de 2014 e das listas às últimas legislativas pelo círculo de Lisboa. E participou nas correntes internas bloquistas, primeiro no grupo "Manifesto" e agora na "Convergência".

Termos relacionados Sociedade
(...)