Está aqui

Manifesto pela ciência assinado pelo ministro continua sem resposta

Manuel Heitor, ministro para a Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, subscreveu documento que tecia críticas à política de investigação em Portugal, mas ainda não deu a estas qualquer resposta oficial.
Manifesto pela ciência assinado pelo ministro continua sem resposta.
Foto de Manuel de Almeida/Lusa.

Os proponentes do Manifesto pela Ciência em Portugal 2018 voltaram a tecer críticas ao governo, desta feita devido à ausência de qualquer resposta oficial deste ou da Assembleia da República passadas três semanas desde a divulgação do documento.  O documento encontra-se disponível para consulta no jornal Público.

O manifesto inicial pedia uma menor burocracia, um financiamento mais regular e transparente e uma política de investigação coordenada e que valorizasse os investigadores. Recorde-se que o próprio ministro para a Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, foi um dos cinco mil subscritores do documento. 

Aquando da divulgação da subscrição de Manuel Heitor, vários investigadores tinham criticado o gesto do ministro ao assinar um documento que apontava críticas que dependiam deste para serem solucionadas. 

Este novo documento vem formalizar a preocupação com o sistema científico de vários responsáveis de instituições de ciência e ensino superior, e pede resposta para o que consideram ser “pontos essenciais” para a garantia das “condições mínimas de estabilidade e previsibilidade nas quais deve assentar qualquer política de ciência”.

Para além de pedirem uma espécie de “Simplex” para a ciência, os signatários dirigira, ao governo questões sobre a necessidade de saber que medidas serão tomadas para que os concursos para projectos de investigação de bolsas e contratação de investigadores ocorram anualmente, com calendarização estável e com datas de abertura e prazos de resposta razoáveis e o apelo a uma política transparente e atempadamente divulgada, com planos de atividades de médio e longo prazo.

Termos relacionados Sociedade
(...)