Está aqui

Maduro proclama vitória absoluta nas municipais

As eleições municipais deste domingo da Venezuela foram boicotadas por alguns partidos da oposição e deram a vitória aos apoiantes de Nicolas Maduro em mais de 300 dos 335 municípios.
Foto @CancilleriaVE/Twitter

Segundo os resultados anunciados pelo Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela, os candidatos do PSUV de Nicolas Maduro venceram em todas as principais cidades, numa eleição que contou com mais de 9 milhões de eleitores (47.3% dos inscritos).

O candidato apoiante do governo venceu também a eleição para governador de Zulia, que teve de ser repetida devido à recusa do vencedor dessa eleição regional, afeto à oposição, de fazer o juramento de posse na Assembleia Constituinte, que não reconhece.

Os três principais partidos da oposição apelaram à não participação no ato eleitoral, uma aposta que não resultou. A  oposição ficou reduzida à gestão de uma única capital de estado, San Cristóbal, em Táchira.

Na festa eleitoral na Praça Bolívar, em Caracas, Nicolas Maduro anunciou a vitória dos seus apoiantes em mais de 300 dos 335 municípios venezuelanos e destacou a participação “record numa eleição municipal, apesar dos apelos à abstenção”. No entanto, a participação baixou dez pontos em relação às eleições municipais de 2013, na qual participaram mais de dez milhões de eleitores.

Maduro avisou ainda que os partidos que apelaram à não participação nas urnas – Primero Justicia, Voluntad Popular e Acción Democrática – ficarão excluídos de se apresentarem às presidenciais de 2018. “Esse é o critério que a Assembleia Nacional Constituinte definiu”, afirmou o presidente da Venezuela.

Em comunicado, a oposição do MUD condenou “o uso de todo o aparelho de Estado para pressionar à participação” nas eleições, que dizem ter sido marcadas por “irregularidades e escassa participação”.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)