Está aqui

Lusa vai manter subsídio de transporte enquanto negoceia com trabalhadores

A administração da empresa de notícias anunciou aos trabalhadores o seu recuo na intenção de cortar já este mês o valor do subsídio de transporte.
Foto Inácio Rosa/Lusa

"Depois da sessão de esclarecimento que decorreu esta tarde nas instalações da Lusa e tendo em conta a necessidade de se avançar rapidamente e de boa fé nas negociações entre a administração e os sindicatos relativamente às presentes questões que decorrem do Acordo de Empresa, o Conselho de Administração, representado pelo seu membro executivo, decidiu manter em vigor o atual valor do subsídio de transporte enquanto decorrerem as negociações", avançou a administração da agência de notícias esta quarta-feira.

A Comissão de Trabalhadores tinha emitido um comunicado a afirmar a sua surpresa com a decisão da administração em cortar o valor do subsídio de transporte de 69.65 euros para 40 euros. Os trabalhadores viram nesse anúncio uma retaliação às suas exigências negociais, mas a administração justifica o corte com a descida do preço dos passes sociais, uma vez que o atual acordo de empresa diz que o valor do subsídio corresponde ao passe L123 ou equivalente da região de Lisboa.

Face à reação negativa dos trabalhadores, a administração presidida por Nicolau Santos garantiu que "no ordenado de abril serão processados os salários com o subsídio de transporte de 69,65 euros” e assim continuarão enquanto decorrerem as negociações com os trabalhadores sobre o acordo de empresa.

Termos relacionados Sociedade
(...)