Está aqui

Itália: Míssil apreendido a militantes da extrema-direita

A polícia italiana apreendeu um arsenal de guerra, incluindo um míssil, a militantes do grupo neofascista Forza Nuova. Estes ativistas de extrema-direita terão combatido ao lado de rebeldes pró-russos na Ucrânia e estariam a tentar vender o míssil.
Míssil apreendido a militantes de extrema-direita em Itália – Foto de Tino Romano
Míssil apreendido a militantes de extrema-direita em Itália – Foto de Tino Romano

Esta segunda-feira, a polícia italiana anunciou que apreendeu um arsenal de guerra a militantes do partido de extrema-direita Forza Nuova e também material de propaganda neonazi, tendo prendido três pessoas.

Segundo o New York Times, o arsenal incluía um míssil ar-ar, 26 armas sofisticadas, 20 baionetas, 306 peças de armas, incluindo silenciadores, e mais de 800 balas de vários calibres. As armas eram principalmente de origem austríaca, alemã e norte-americana.

Segundo a polícia de Itália, na operação foram detidas três pessoas: Fabio Del Bergiolo, 50 anos, antigo candidato do partido neofascista Forza Nuova, um suíço de 42 anos e um italiano de 51 anos. Estas três pessoas terão tentado vender o míssil que estava em perfeitas condições de funcionamento, mas sem carga explosiva. O míssil ar-ar era de origem francesa e parece ter sido “utilizado pelo exército do Qatar”.

A polícia refere ainda que a operação se dirigia a italianos “de ideologia extremista” [neonazi] que terão combatido ao lado dos rebeldes pró-russos contra as tropas ucranianas na região do Donbass.

Termos relacionados Internacional
(...)