Está aqui

“As instituições de investigação precisam de financiamento plurianual”

Em visita ao Cetemares, do Instituto Politécnico de Leiria, Catarina Martins sublinhou a necessidade de financiamento plurianual de instituições de pesquisa, de forma a planearem a sua atividade e aliarem a investigação de ponta às práticas na economia favoráveis ao país.
Fotografia de Paula Nunes
Fotografia de Paula Nunes

Em declarações à comunicação social, a coordenadora do Bloco lembrou que “vivemos num momento em que vamos ter de mudar os nossos modos de produção, a estrutura da economia”. No seu entender, a resposta à emergência climática não passa por uma oposição entre uma “economia mais responsável do ponto de vista ambiental” e “os setores tradicionais”.

No seu entender, o Cetemares é um bom exemplo, já que permite “aprender com quem sabe”. “Quem está neste pólo de investigação aprende com os setores tradicionais e trabalha a sua inovação”, afirmou.

“Esta capacidade de aprender entre quem está no terreno há décadas e quem tem o melhor da investigação, da inovação de ponta, é o que pode fazer um país mais forte”, considerou a coordenadora do Bloco, já que é isso que permite “ligar o conhecimento às atividades tradicionais”.

Para isso, é necessário que “haja meios e capacidade para as instituições planearem a sua atividade”, afirmou, sublinhando a necessidade de financiamento plurianual, que permitirá às instituições, de “forma estável”, planificar a sua atividade, já que só assim é possível ligar “a investigação de ponta e as práticas na economia de que o país precisa”.

 

Termos relacionados Legislativas 2019, Política
(...)